Funchal, Coimbra, Figueira da Foz e São Jorge

Wednesday, September 13, 2006

Arame Farpado

Arame farpado

Nem silencio
Nem palavras
Nem gritos
Transmitem o dever
De construir
E de criticar

Quem foi
Quem é
Quem será
Falar , escrever para ti
Há coisas que é melhor guardarmos para nós próprios.

Influencia pediatra
Destruir sem fazer
Fazer destruindo
Não fazer
Castrar

Construtivo
Sem preconceitos e ressentimentos
Recalcar pavimentos
Jardins de sementes
Folhagem de arame
Em redor da floresta
Sem espinhos morangueiros
Deserto de panascas
Desconhecidos do progresso
Que o umbigo não tocam

Podridão reverente
Mais que a salsa servida
Vinagre, azeite misturado
O camaleão grita
Absurdo descomposto
Nu

Servidão madrasta
Do pensamento único e prepotente
Caminhos que traças
Sem futuros compostos
Egoísta
Comunista morto
Das trevas o sorriso
Do Deus justo
Que a sorte herdou
De um berço finito

Língua gasta
Das botas castigadas
Antigas tradições
Do povo merecedor
À criança ignorada

Futuro acerto
Pelas magoas incertas
O descanso merecido
Da língua curtada..


zj

0 Comments:

Post a Comment

<< Home